Pular para o conteúdo principal

EDITORIAL

José Overbeck, com o seu note à tira-colo, pensando alegremente no que vai escrever
     Continuamos na compatibilidade dos pensamentos, no sentido de escolher as manchetes mais interessantes para o seu dia-a-dia. Vc, amigo leitor, que passa por aqui, não deixe de comentar. Precisamos muito das suas ideias sugestivas, até porque ainda longe estamos de chegar à perfeição.
     Com a participação dos amigos, podemos, sim, melhorar mais e mais os nossos objetivos ligados aos aspectos jornalísticos.
     Queremos, durante este mês de março, trazer aos leitores as informações que decidam pela conferência de um gostoso entretenimento.
     Ainda vamos postar muitas matérias que sejam reflexivas do ponto de vista político de nossa cidade, principalmente no que diz respeito à atual administração pública de Santa Filomena que, por sinal, está caótica! Afirmamos assim porque, desde de julho de 2010, que não se vê uma obra pública que eleve agradavelmente o estado de infraestrutura de Santa Filomena. As ruas estão uma verdadeira vergonha. A cada dia que passa, estamos sentindo vergonha de ser filomenense, diante de tanta falta de compromisso da atual  administração. Comprovamos isso pela retirada lamentável dos nossos jovens, que sentem a necessidade de cair fora de Santa Filomena, por sentirem que aqui não tem futuro para eles, e talvez, jamais terá, se as coisas continuarem como estão. E o pior de tudo, até mesmo uma festa carnavalesca, que poderia presar pelo direito à liberdade, segregou, isto é, encabrestou e forçou os participantes a estarem presentes durante as três noites, por meio de um elevado gasto do dinheiro público, com prêmios que, diante de tantas outras necessidades urgentes dessa coitada cidade, tal atitude foi considerada supérflua. E dizemos isso, não só se baseando em nossas opiniões do SANALP, como também, na maioria da população, que achou a iniciativa um verdadeiro desespero, em meio a um governo de um IBOPE que está pedindo socorro!!!!
      Vamos procurar tirar fotos, para que a população constate a veracidade de nossas palavras, para que se veja o  total abandono das ruas dessa imensa Vila.

Um abraço!!!

JOSÉ OVERBECK
Redator-Chefe

Comentários

  1. Parabéns pelo blog, estou adorando ler as noticias sei que vc é um profissional competente e que traz as noticias com absoluta imparcialidade!!!

    Abraços
    Wandira

    ResponderExcluir
  2. mostre as ruas,estamos diante de uma erozão dentro da cidade,já é inicio de uma temida voçoroca.Quando os Alto-parnaibanos diziam que Santa Filomena iria afundar eu zangava,hoje estamos entre 3 grandes voçorocas.grota do Venancio,grota funda da pedra-preta e grota funda,caminho da atalaia.Se esta virar voçoroca,afunda mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Eu estou gostando de tudo aqui no seu blog.
    Parabéns!
    Espero que continue assim trazendo noticías até para quem não é daí, esse seu blog foi uma Boa idéia!
    Beijos & Abraços!
    Kamila Stefany

    ResponderExcluir
  4. Zé. Parabens pela iniciativa!!!!
    Seu blog junta-se aos demais abrindo mais uma pequena janela para as pessoas de Santa Filomena expressem livremente seu pensamento.

    Kleison

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

REVISTA ELETRÔNICA - Nº 334

==============================





FLORIANO É PALCO PARA FORMATURA EM ASSISTÊNCIA SOCIAL - FORMANDA: PRISCILLA DOURADO 



PRIMEIRA PARTE - DESCERRAMENTO DA PLACA



        Lutar e vencer - eis o almejo de quem quer galgar na vida por meio dos estudos. A cidade de Santa Filomena está cheia de potencialidades intelectuais que, ao terminar a educação básica, buscam novos horizontes fora de lá. Um dos exemplos mais verídicos é o da estudante Priscilla Dourado. Filha de famílias humildes, porém com asas nobres para chegar ao melhor posto. Saiu da cidade de Santa Filomena super preparada, uma vez que as escolas filomenenses já comprovaram o tamanho de sua qualidade, e, por meio de uma boa colocação no ENEM, conseguiu ingressar-se no curso de Assistência Social, tornando-se a mais nova Assistente Social da terra filomenense. Todo esse labor ocorreu na cidade piauiense de Floriano, e vamos, aqui, enfatizar os melhores momentos ocorridos nas partes solenes desse maravilhoso evento. No primeiro momento, di…

REVISTA ELETRÔNICA - Nº 334

EDITORIAL

 Não sou jornalista sistematizado, isto é, não estudei para isso, mas na prática, segundo os meus fiéis leitores, já passei no teste, sendo que o exercício constante desse tema acompanhado das características que o conduzem confirma que o redator José Overbeck e os demais colaboradores estão bem próximos dessa sistematização.
     Bem, vamos ao que interessa. Nosso Jornal está chegando até você com novos formatos configurativos, isso se faz a cada ano, para que não fiquemos na mesmice e livre os nossos leitores do indesejado tédio. Viajando no dia a dia dos acontecimentos sociais locais, vamos trazer um momento especial ocorrido na vida do pequeno José Pedro, filho do casal Deigivan e Sâmya, onde o mesmo passou por uma ocasião belíssima da religião católica - tornando-se o mais novo cristão por meio do Batismo. 
       Há uma viagem curta, porém especial por um dos lugares mais belos e aconchegantes das proximidades rurais de Santa Filomena - a chácara do escritor Nilton Neres …

REVISTA ELETRÔNICA - nº 335

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



ÍNDICE 


01 - EDITORIAL 




02 - SOCIAIS & TUDO - Parte 1

03 - SOCIAIS & TUDO - Parte 2 




04 - SOL & MAR - Primeira parte


05 - JULHO MEMORÁVEL 



06 - TELEVISÃO

















----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------






01 - EDITORIAL



Meus caríssimos leitores, entrego-lhes mais uma edição do nosso Sanalp. Demorei um pouco, pois  houve alguns contratempos, mas como diz o ditado - "antes tarde do que nunca" - aqui estou, para mais uma vez, corresponder, na medida do possível, ao gracejo  de todos.