Pular para o conteúdo principal

QUANDO SANTA FILOMENA SERÁ LIGADA A GILBUÉS PELA BR?

É lamentável o descaso por que passa a cidade de  Santa Filomena, localizada no sul do estado do Piauí. A estrada que a liga com as cidades vizinhas Monte Alegre e Gilbués parece mesmo um verdadeiro terror.
Não se pode mais admitir, em pleno século XXI, uma cidade tão rica em agricultura de cerrado, permanecer num abandono como esse. Os buracos constantes, ladeiras perigosas e as curvas sinuosas fazem dessa estrada um verdadeiro medo para quem deseja viajar.
Para quem passa por essa BR pode muito bem verificar o tamanho da riqueza do lugar. As grandes plantações de soja e arroz podem muito bem comprovar o que se afirma e, no entanto, os nossos governantes fecham os olhos, fazendo de conta que tal problemática não existe.
Alguns protetores de agentes políticos, em Santa Filomena, chegam afirmar que a estrada ainda não foi feita por se levar em conta a quantidade insuficiente de eleitores da região, fazendo com que os políticos tenham pouco interesse para tal ação, mas isso não pode ser motivo para tamanho descaso, tendo em vista que a cidade de Barreirinhas, localizada, também, no sul do Piauí, apresenta aproximadamente a mesma quantidade populacional de Santa Filomena e, no entanto, a estrada de lá está um verdadeiro tapete preto.
Então, o que se pode explicar, diante da realidade constatada? Só mesmo a falta de respeito pode dar a esperada resposta. Poderia se resolver a questão, caso a população da região tivesse um espírito revolucionário, a ponto das urnas ficarem desertas num dia de votação. Mas não, os filomenenses parece que ainda não sentiram na mente a certeza de que estão verdadeiramente desrespeitados, pois quando chega o período político, correm-se às pressas para aplaudir os candidatos sem-palavras, onde a demanda do ciclo vicioso tem a sua continuidade sem fim.
Como se pode ver na foto, a situação é mesmo crítica. Visualizam-se as professoras Inácia Nogueira e Iglésia Rocha tendo que descer do carro, para que possam descer uma ladeira muito perigosa, onde os buracos são os maiores protagonistas. Isso tudo pode se ter a certeza o quanto é perigoso as pessoas ligadas à educação de Santa Filomena terem que ir resolver os problemas na 15ª GRE, na cidade de Corrente.
Na última quarta-feira, por exemplo, o ônibus que faz linha de Santa Filomena a Gilbués quase que ia chocando com uma carreta. Ambas vinham numa velocidade inaceitável para uma curva tão perigosa. Os passageiros entraram em estado de choque, por medo da morte ter ameaçado a vida de cada um, naquele momento. Na volta, a situação, também, não foi satisfatória, mesmo tendo o capacitado motorista Alexandre Moura no comando. Deparou-se com um carreiro cheio de buracos abastecidos com muita água da chuva. Num trecho crítico de 6km, localizado no meio das grandes riquezas do cerrado, a situação era de um verdadeiro calafrio no coração, pois o ônibus dançava em meio a tanta lama e buracos. Foi mesmo um verdadeiro  Deus-nos-acuda!!!!
Agora, volta-se a perguntar: até quando vamos aguentar tamanha falta de respeito e vergonha a uma população que vive, praticamente, alheia à civilização vigente?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REVISTA ELETRÔNICA - Nº 334

==============================





FLORIANO É PALCO PARA FORMATURA EM ASSISTÊNCIA SOCIAL - FORMANDA: PRISCILLA DOURADO 



PRIMEIRA PARTE - DESCERRAMENTO DA PLACA



        Lutar e vencer - eis o almejo de quem quer galgar na vida por meio dos estudos. A cidade de Santa Filomena está cheia de potencialidades intelectuais que, ao terminar a educação básica, buscam novos horizontes fora de lá. Um dos exemplos mais verídicos é o da estudante Priscilla Dourado. Filha de famílias humildes, porém com asas nobres para chegar ao melhor posto. Saiu da cidade de Santa Filomena super preparada, uma vez que as escolas filomenenses já comprovaram o tamanho de sua qualidade, e, por meio de uma boa colocação no ENEM, conseguiu ingressar-se no curso de Assistência Social, tornando-se a mais nova Assistente Social da terra filomenense. Todo esse labor ocorreu na cidade piauiense de Floriano, e vamos, aqui, enfatizar os melhores momentos ocorridos nas partes solenes desse maravilhoso evento. No primeiro momento, di…

REVISTA ELETRÔNICA - Nº 334

EDITORIAL

 Não sou jornalista sistematizado, isto é, não estudei para isso, mas na prática, segundo os meus fiéis leitores, já passei no teste, sendo que o exercício constante desse tema acompanhado das características que o conduzem confirma que o redator José Overbeck e os demais colaboradores estão bem próximos dessa sistematização.
     Bem, vamos ao que interessa. Nosso Jornal está chegando até você com novos formatos configurativos, isso se faz a cada ano, para que não fiquemos na mesmice e livre os nossos leitores do indesejado tédio. Viajando no dia a dia dos acontecimentos sociais locais, vamos trazer um momento especial ocorrido na vida do pequeno José Pedro, filho do casal Deigivan e Sâmya, onde o mesmo passou por uma ocasião belíssima da religião católica - tornando-se o mais novo cristão por meio do Batismo. 
       Há uma viagem curta, porém especial por um dos lugares mais belos e aconchegantes das proximidades rurais de Santa Filomena - a chácara do escritor Nilton Neres …

REVISTA ELETRÔNICA - nº 335

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



ÍNDICE 


01 - EDITORIAL 




02 - SOCIAIS & TUDO - Parte 1

03 - SOCIAIS & TUDO - Parte 2 




04 - SOL & MAR - Primeira parte


05 - JULHO MEMORÁVEL 



06 - TELEVISÃO

















----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------






01 - EDITORIAL



Meus caríssimos leitores, entrego-lhes mais uma edição do nosso Sanalp. Demorei um pouco, pois  houve alguns contratempos, mas como diz o ditado - "antes tarde do que nunca" - aqui estou, para mais uma vez, corresponder, na medida do possível, ao gracejo  de todos.